Visitantes

A Energia Sexual

A Energia Sexual existe em tudo. O Universo, as galáxias, os sistemas solares e os seres vivos que nele habitam se gestaram graças a esse tipo de energia. Até mesmo os seres vivos que se reproduzem de maneira "assexuada", fazem-no graças a esse tipo de energia. Alguns exemplos de tipos de reprodução assexuada:

- Fragmentação (ex: algas, estrela-do-mar)
- Partenogénese (ex: abelha, formiga, alguns peixes, alguns répteis, alguns anfíbios)
- Bipartição ou fissão binária ou cissiparidade (ex: ameba, planária, paramécias)
- Esporulação (ex: fungos)
- Estrobilização (ex: corais)

Todo o universo e cada ser vivo é constituído de átomos. "Todo átomo é um trio de matéria, energia e consciência" (Samael Aun Weor).

"A energia sexual do 3º Logos flui avassaladoramente desde o centro de todo átomo, de toda galáxia e de todo sistema solar, unindo polos opostos para novas criações. (Samael Aun Weor)

"À luz da nova cultura iniciada no mundo pelo Movimento Gnóstico, podemos considerar ao elétron como uma primordial cristalização disso que os hindustanis chamam Akasha, a matéria-prima da Grande Obra, a substância única da qual advêm por cristalizações encadeadas as múltiplas substâncias, os distintos elementos da natureza.

O elétron é, fora de toda dúvida, uma cristalização primordial extraordinária de caráter supra-atômico.

Todo átomo, todo elétron, tem sua origem no seio vivente do Akasha puro, a substância primordial, o Mulaprakriti dos hindustanis, o caos, as águas seminais universais do gênese, o eterno feminino simbolizado por todas as deidades femininas das antigas religiões, a Grande Mãe, Ísis, Adônia, Isoberta, Réa, Cibele, Vesta, Maria, Tonantzin etc.

Essa substância primordial, esse Akasha, essa matéria-prima da Grande Obra, é fora de toda dúvida a Mãe Divina, Ísis, a Virgem adorável de todas as religiões antigas e sempre cheia de graça.

"A Heresia da Separatividade é a pior de todas as heresias. Todas as religiões são pérolas preciosas no colar da divindade" (Samael Aun Weor)

O Pai, o 1º Logos, depositou n’Ela toda a graça de sua sabedoria. O Filho, o 2º Logos, depositou n’Ela toda a graça de seu amor. O Espírito Santo, o 3º Logos, depositou nela toda a graça de seu poder ígneo.

 

Realmente, no universo existe uma só substância básica, a qual, quando cristaliza, recebe o nome de Matéria, e quando não cristaliza, quando permanece em seu estado fundamental, recebe o nome de Espírito Universal da Vida. Ela inicia seus processos de condensação ou cristalização quando o 3º Logos, mediante o conúbio sexual da Palavra, a faz fecunda com o fogo flamígero.

 

Ela permanece em seu estado insípido, insubstancial, inodoro, durante a Noite Cósmica, durante o Grande Pralaya, quando o universo que existiu já não existe.

 

Quando o fogo a faz fecunda, o Cristo Cósmico, o 2º Logos, penetra em seu ventre, o Grande Ventre, e nasce d’Ela para crucificar-se nos mundos. Por isso sempre é representada com o Menino em seus braços.

É Ísis com o menino Hórus em seus braços, é Maria com o Menino-Deus em seus braços etc.

 

No ventre fecundo da Grande Mãe, sob o impulso do 3º Logos, originam-se muitos campos de força onde as ondas do que podemos chamar de pré-matéria se condensam em corpúsculos.

 

Nada sabem os cientistas modernos sobre o mistério do núcleo atômico que se considera formado por prótons e nêutrons, nada sabem com precisão sobre as forças nucleares.

 

Todo material planetário está cientificamente constituído por átomos maravilhosos e é fora de toda dúvida que estes são as menores partículas dos elementos. Todo átomo é um verdadeiro universo em miniatura. Todo átomo é um trio de matéria, energia e consciência." (Samael Aun Weor)

Após essa introdução, será explicado, de fato, sobre a Energia Sexual, com outra pequena introdução sobre a fisiologia sexual, a qual é necessária para compreendermos bem o assunto. Como vimos, ela é a Energia do Terceiro Logos que está em todo o universo. Em nós, seres humanos, a capital, ou local de produção desta energia está localizada nos órgãos e glândulas sexuais.

As principais glândulas sexuais dos homens são os testículos. E as principais das mulheres são os ovários. Os testículos são produtores dos hormônios masculinos, chamados androgênios (testosterona em maior quantidade, dihidrotestosterona e androstenodiona). Os ovários produzem os hormônios femininos (progesterona e estrógeno), além da testosterona, em quantidade muito menor do que a produzida pelos homens. No entanto, existem glândulas secundárias, nos homens e nas mulheres.

A palavra hormônio vem de uma raiz grega que significa “Ânsia de Ser, Força de Ser”. Os hormônios foram estudados por nossos homens de ciência, são maravilhosos. Os hormônios sexuais, por exemplo, quando entram na corrente sanguínea realizam prodígios. (Samael Aun Weor)

Os mais poderosos hormônios do organismo humano estão localizados nas glândulas sexuais.

 

Nos homens, a próstata produz uma substância que, juntamente com a secreção da vesícula seminal e os espermatozoides produzidos pelos testículos, formam o esperma (sêmen) que é o líquido expulso durante a ejaculação masculina.

Nas mulheres, as glândulas de Bartholin são as responsáveis por secretar o líquido lubrificatório vaginal. Sem esse líquido, o ato sexual seria impossível de ocorrer. Já as glândulas de Skene são responsáveis por secretar o líquido da ejaculação feminina.

O Esperma ou sêmen é constituído, aproximadamente, por 10% de espermatozoides e fluido testicular, 30% de secreções da próstata e 60% de secreções das glândulas seminais. Tem na sua composição os seguintes nutrientes: vitamina C, enzimas, cálcio, potássio, zinco, ácido cítrico, frutose e açúcar.

Diz o Sri Swami Sivananda que 1 gota de sêmen é fabricada a partir de 40 gotas de sangue.

No sêmen masculino e no licor seminal feminino estão contidos a Energia Sexual, além de todos os hormônios produzidos em nossas glândulas sexuais. Devemos preservar nossas energias como nossa própria vida. Não devemos desperdiçá-la com fornicações ou masturbações. Uma ejaculação desgasta completamente a energia sexual da pessoa, naquele dia, a qual demorará algum tempo para ser reposta novamente. Quando isso ocorre, o centro sexual roubará energia de outros centros da máquina humana e trabalhará desequilibradamente. Gastos excessivos de energia sexual, a longo prazo, leva a velhice prematura, impotência, fraqueza e doenças. Você já se perguntou porque atletas de alto nível - seja lutadores profissionais, seja jogadores de futebol, seja corredores - se abstêm de relações sexuais por semanas ou até meses ininterruptos? A resposta é óbvia: O orgasmo, ou a ejaculação, enfraquecem, debilitam o corpo humano.

La petite mort em francês, também conhecida como A pequena morte, refere-se ao período refratário que ocorre depois do orgasmo. Este termo geralmente tem sido interpretado para descrever a perda da consciência ou desmaio pós-orgástico das pessoas em algumas experiências sexuais. De maneira mais ampla, pode se referir ao gasto espiritual que ocorre após o orgasmo, ou um curto período de melancolia ou transcendência, como resultado do gasto da "força vital". Um estudo recente sobre os padrões de ativação do cérebro usando uma tomografia por emissão de positrões (TEP) dá certo apoio à experiência de "la petite mort". (wikipedia)

Quando o orgasmo, seguido de ejaculação, ocorre, há uma sensação momentânea de prazer, seguidos de um enfraquecimento, sensação de vazio, fastio ou aversão. Nesse momento, todo o entusiasmo sexual do homem se acaba e volta somente após alguns minutos, ou a depender do estado de saúde do homem: após dias ou meses.

Com as mulheres ocorre o mesmo, porém, a fisiologia da mulher é mais preparada para um orgasmo do que a fisiologia masculina: Em outras palavras, o homem gasta muito mais energia vital em um orgasmo do que uma mulher. Mas isso não quer dizer que o orgasmo não seja prejudicial para a mulher.

Segundo a Medicina Tradicional Chinesa, existem três tesouros que devem ser bem gerenciados durante toda a vida para uma longevidade e vida plena. Estes são: Jing 精 (semente), Chi 氣 (energia ou vitalidade) e Shen 神 (espírito). A energia sexual, em seu estado bruto, é chamada de Jing ou Ching que é o próprio esperma dos homens e licor seminal das mulheres. O Jing de um ser humano quando nasce corresponde à união dos Jings de seus pais, no momento em que se foi procriado, variando assim a intensidade dos Jings de uma pessoa para outra. Algumas pessoas são mais energéticas do que outras, tem mais disposição, vivem mais etc. Obviamente que a Lei do Karma também interfere nessas questões. Isso não significa que quem nasça com o Jing baixo não possa gerenciá-lo bem, ter disposição e direcioná-lo para metas superiores na vida (Ver outros textos do site). O Jing é transformado em Chi por meio da sublimação e, transformado em Shen, por meio da transmutação sexual (ou magia sexual). Se mal-gastamos o Jing durante toda a vida por meio de ejaculações, perderemos todo o vigor sexual e viveremos menos. O estilo de vida que se leva, a alimentação, pensamentos e emoções negativas também desgastam os três tesouros.

Há uma literatura muito extensa sobre o tema, mas o propósito aqui é passar a informação de forma sucinta, de maneira que permita a profunda análise e reflexão do leitor. Se prestarmos bastante atenção, os fatos aqui expostos são verificáveis na prática.

Em termos esotéricos, Samael Aun Weor, no livro O Matrimônio Perfeito, diz que, com uma ejaculação, são expulsos trilhões de átomos solares e o órgão sexual absorve átomos lunares (satânicos), o que vêm a robustecer o Ego, ou o Eu Psicológico, os Agregados Psíquicos. Também fala que com o orgasmo adquire-se um karma, o Karma contra o Espírito Santo, ou Terceiro Logos.

Se você é solteiro (a), compreende os prejuízos físicos e espirituais do orgasmo e deseja preservar suas energias sexuais, deve, primeiramente, evitar relacionamentos banais, se afastar de toda promiscuidade, masturbação, pornografia, conversas luxuriosas etc., se comprometendo a se relacionar somente com uma pessoa séria que compreenda a profundeza de sua alma e de sua decisão.

Se você é casado (a) e deseja preservar suas energias sexuais, não se preocupe. Isso não significa que deverá se abster de relações sexuais. O casado (a) pode ter relações sexuais com o cônjuge, sem ejaculação, este é chamado de Tantra-Yoga  (na Índia) ou Magia Sexual. Converse com seu parceiro (a) a respeito para que ele possa ajudar você, ou até mesmo trilhar esse caminho com você, lembrando sempre de respeitar o livre arbítrio alheio. Se a outra pessoa não quer, mas você quer, pratique o ato sexual sem ejaculação, independentemente de a outra parte ejacular ou não, e não insista mais porque esta é uma escolha da pessoa.

Em resumo, a energia sexual tem dois caminhos: Ou ela é expulsa através do orgasmo, debilitando todo nosso corpo, ou é redirecionada para dentro de nosso corpo, enriquecendo nossa corrente sanguínea com os hormônios. Quando optamos por não ejacular durante a relação sexual, o calor obtido da prática faz a energia bruta ser transformada de líquido em vapor e de vapor em luz. Estes são fenômenos, que podem transcender a barreira da tridimensionalidade, mas isso só é possível com a Morte do Ego e a Concentração. Leia mais a respeito no texto: O Matrimônio Perfeito e a Suprassexualidade.

Seria maravilhoso que todo casal aprendesse o caminho da não-ejaculação, o Tantra-Yoga, ou Arcano AZF. Assim, a centelha de amor entre homem e mulher cresceria, se transformaria numa forte chama e não daria lugar a adultérios, crimes passionais, dentre tantas outras coisas horríveis.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now