Visitantes

Hercólubus e o fim da humanidade

Imagem nº1 - Sistema Solar de Tylo e SIstema Solar de ORS

Estamos no fim da humanidade. De tempos em tempos, um planeta de enormes proporções se aproxima do nosso para produzir uma revolução nos eixos da terra, produzindo terríveis terremotos, maremotos e fogo líquido. Este é o planeta Hercólubus, que está no Sistema Solar de Tylo. O V.M. Rabolú, em sua última Obra, o livro "Hercólubus, ou Planeta Vermelho", nos passa as fórmulas práticas para o resgate da catástrofe que ocorrerá em breve em nosso planeta. As fórmulas são: Morte do Ego e Desdobramento Astral.

Imagem nº2 - Sistema Solar de ORS dando a volta no Cinturão Zodiacal

O sofisma de distração

Nos tempos atuais reina muito forte o sofisma de distração da "farsa do fim do mundo". Graças à grande mídia e aos meios de comunicação atuais, as profecias de Nostradamus caíram em descrédito. Nostradamus foi um médico e farmacêutico que viveu no século XVI na França. Foi um homem de consciência desperta, um verdadeiro clarividente, um grande profeta. Muitas de suas profecias já foram cumpridas e muitas irão se cumprir, como podemos evidenciar no vídeo abaixo:

"No ano de 1999, no sétimo mês, virá do céu um grande Rei de terror". (Centuria 10-72 de Nostradamus)

"Segundo os cálculos astronômicos só haverá neste século XX dois eclipses totais do sol: Um em 4 de fevereiro de 1962 e outro em agosto de 1999.

 

A horripilante perturbação na órbita e no movimento do planeta Terra, explicada cientificamente pelo próprio vidente Nostradamus, se deverá à aproximação de outro astro que durante 7 dias aparecerá como outro sol. O Apocalipse de São João cita tal astro batizando-o com o nome de Absinto (amargura).

Planeta gigantesco que fazemos referência com o nome de Hercólubus. Muitos chamam-lhe "planeta frio", outros lhe denominam "planeta vermelho"; inquestionavelmente, é muito maior que Júpiter, o gigante colossal de nosso sistema solar.

 

"A um eclipse de sol - diz Nostradamus - sucederá o mais obscuro e tenebroso verão que jamais existiu desde a criação até a paixão e morte de Jesus Cristo, e desde aí até esse dia, e isto será no mês de outubro, quando se produzirá uma grande translação de tal modo que crerão que a Terra ficou fora de sua órbita e abismada nas trevas eternas."  (Samael Aun Weor)

Nostradamus, em sua época, fez as profecias exatas, o apocalipse de 1999 aconteceu. Entretanto, o cataclismo final foi adiado pelas divindades, por misericórdia à humanidade. Todo o mundo temia a chegada de 1999, graças a essa profecia, o que foi divulgado amplamente pela mídia. Então, esse ano passou, não aconteceu nada e as pessoas ficaram tranquilas e aliviadas.

 

Um tempo depois, graças às Sete Profecias Maias, alastrou-se a noticia que na data 21/12/2012 o mundo se acabaria realmente. Isso foi também fortemente veiculado pela mídia, alguns se encheram de pavor aguardando a temível data, enquanto outros desdenharam e duvidaram. Depois da data, veio o alívio de alguns e o escárnio de outros. O que desconhecem é que essa profecia Maia para o ano de 2012 não refere-se ao "fim do mundo" propriamente dito e, sim, a uma mudança de visão materialista para uma visão espiritualista da vida, por conta da população planetária, o que permitirá a alguns a luta pela superação interior, a partir de um trabalho esotérico de eliminação do mal de dentro de nós.

 

O fim do mundo é explicado pela Mecânica Celeste, que será detalhada para entendimento de todos. Na imagem nº1 (topo), podemos ver que Hercólubus pertence a outro Sistema Solar (O Sistema Solar de Tylo). Podemos ver na imagem nº2 (lá acima) que o Sistema Solar de ORS (o nosso) dá a volta no Cinturão Zodiacal (conjunto das 12 constelações). Cada volta dura um período de 25.968 anos. Esse é o período em que se desenvolve uma raça raíz. (Explicado melhor nos vídeos abaixo). Estamos na quinta raça raíz do planeta terra, a qual é chamada Ariana. Em cada planeta se desenvolvem 7 raças raízes. Já se desenvolveram 4 raças raízes em nosso planeta, que terminaram de formas semelhantes. A primeira foi a Raça Protoplasmática, a segunda foi a Hiperbórea, a terceira foi a Lemuriana, a quarta foi a raça Atlante e agora estamos no fim da quinta. (Leia mais sobre as raças no livro "Sim, há Inferno, Sim, há Diabo, sim, há Karma", de Samael Aun Weor)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Cada Raça Raíz se desenvolve através de 4 Idades: Idade de Ouro, Idade de Prata, Idade de Bronze e Idade de Ferro. Na Idade de Ouro, só vivem seres puros, ou seja, que não tem egos. Nessa idade não há fronteiras nem divisões, onde reina a paz absoluta. Com o passar das idades, o Ego vai surgindo e se robustecendo, assim, vai surgindo as fronteiras, divisões, até que surgem as guerras. Já na Idade de Ferro, que é a Idade em que vivemos, os corações dos seres humanos tornam-se duros como ferro, onde a maldade e a miséria imperam, pois estamos num materialismo muito exacerbado. O Sânscrito chama a Idade de Ferro de Kali Yuga. Não só o hinduísmo, como em muitas outras culturas antigas, poderemos encontrar inumeráveis profecias para a época em que vivemos. Sempre que o nosso Sistema Solar de ORS termina a volta nas 12 Casas Zodiacais (geralmente na constelação de Aquário, a qual estamos nesse exato momento), Hercólubus se aproxima para que haja a catástrofe e, séculos depois, nasça uma nova civilização. Podemos dizer que Hercólubus é um planeta "depurador". O planeta Terra necessita renovar-se para que uma nova raça surja. E essa renovação sempre começa com uma grande destruição.

Há uma profecia Maia chamada Katun 13, ou Hora 13. Segundo os Maias, essa hora chegará em 2043, quando será impossível haver qualquer tipo de vida na terra. Daqui até essa data, Hercólubus chegará. Nosso planeta já está num processo de destruição gradativo. Podemos evidenciar isso com a quantidade crescente de terremotos, maremotos e vulcões entrando em erupção em diferentes partes do mundo. A aproximação de Hercólubus está causando crescentes distúrbios e desequilíbrios mentais na população, que só tenderá a aumentar também. Em seu livro “Hercólubus, ou Planeta Vermelho”, o V.M. Rabolú explica o motivo dos vulcões e dos terremotos crescentes: As grandes potências têm feito testes nucleares no fundo do mar, abrindo grandes fendas, permitindo o contato da água com o magma terrestre. Isso tem causado grandes pressões na superfície terrestre, causando terremotos, vulcões e tsunamis, sem contar o aumento da temperatura planetária. A aproximação de Hercólubus só está agravando todos esses sinais.

 

Quando chegar o momento, Hercólubus se aproximará da terra o suficiente para haver a inversão dos polos magnéticos e, assim, gigantescos terremotos, maremotos e vulcões, acabarão de vez com a vida terrestre. Não será um choque físico e sim um choque de tipo magnético.

 

Mas, antes da chegada de Hercólubus, haverá terríveis crises econômicas, o dinheiro deixará de ter valor e as pessoas sofrerão com a fome e a miséria. Além disso, terríveis epidemias (de curas desconhecidas pela medicina dos homens) se alastrarão e a Terceira Guerra Mundial (que começou na década de 80) culminará com as explosões atômicas entre as grandes potências mundiais. As potências mundiais serão todas aniquiladas. Podemos ver o desenrolar dos fatos clicando AQUI. O Mestre Rabolú diz que os países que não entrarem em guerra, farão guerras internas (ou guerras civis). Assim, poderemos ver que o caos estará (já está) em todos cantos da terra. As explosões atômicas espalharão radioatividade a todos os cantos do planeta e toda forma de vida morrerá, todas colheitas se contaminarão, toda a água se contaminará. Só sobreviverão as pessoas que tiverem o Fogo da Kundalini desperto, pois, ao inalarem o ar contaminado, a energia eletrônica da Kundalini (que é 3 vezes superior a atômica) combaterá a radioatividade do ar e não morrerão. O Mestre Rabolú diz em seu livro “Hercólubus, ou Planeta Vermelho” que muitos animais do fundo do mar sofreram processos de mutação atômica e se transformaram em terríveis monstros, que sairão à superfície em busca de refúgio (por conta do aquecimento do fundo do mar) destruindo cidades costeiras, casas, edifícios, embarcações etc. E que nem as balas servirão para matá-las, porque elas se gestaram pela energia atômica.

 

Além disso, o Mestre diz que, se começarmos um trabalho sério com a Morte do Ego (Dissolução do Eu Psicológico, ou nossos defeitos psicológicos) e o Desdobramento Astral, seremos protegidos dos perigos que virão pela frente, por Seres Superiores (Mestres da Loja Branca e, também, Extraterrestres) e, no momento certo, seremos resgatados, levados a lugares seguros (outros planetas), para que possamos continuar trabalhando por nossas Liberações até o fim de nossas vidas.

Devemos enfatizar que, com a Morte do Ego, poderemos praticar os outros dois fatores:

 

"Com este trabalho que estou indicando da morte do ego, adquire-se a Castidade Científica e aprende-se a amar a Humanidade. Aquele que não trabalhe com a desintegração dos defeitos não pode chegar nunca a sentir amor pelos outros, porque não se ama a si mesmo." (Livro Hercólubus, ou Planeta Vermelho - V.M. Rabolú)

 

OBS: No livro Hercólubus, o Mestre Rabolú explica em apenas 30 páginas a situação que estamos vivendo e nos dá as fórmulas para o resgate da grande catástrofe. O livro “Hercólubus, ou Planeta Vermelho” pode ser pedido gratuitamente em alguns sites da web.

 

A Castidade Científica é a Transmutação das Energias Sexuais (por meio da Senda do Matrimônio Perfeito) e o Amor pela Humanidade é o Sacrifício pela Humanidade, ou seja, lutarmos para que esse conhecimento chegue a outras pessoas, para que elas tenham, também, a oportunidade de se libertarem do sofrimento interno e externo.

 

Portanto, começando com a Morte do Ego, os Três Fatores da Revolução da Consciência podem se cumprir e, assim, por consequência, poderemos ter a dita de um dia despertar o Fogo Sagrado de Devi Kundalini, marcharmos rumo ao Êxodo e alcançarmos nossa Liberação.

Paz Inverencial!

À esquerda, vídeo demonstra como é o processo da Mecânica Celeste: O Sistema Solar de ORS (o nosso) dando a volta no Cinturão Zodiacal (12 constelações), o que ocorre num período de 25.968 anos. Esse é o período durante o qual se desenvolve uma raça raíz. Terminado esse período (geralmente na Era de Aquário - constelação de Aquário), Hercólubus se aproxima do nosso planeta, causando um terrível choque de tipo eletromagnético, provocando gigantescos terremotos, maremotos e magma que queimará toda a terra. Hercólubus é um gigantesco planeta do Sistema Solar de Tylo* (no vídeo tem Tylos mas o correto é Tylo). À direita, Jorge Vélez Restrepo explica melhor todo esse processo.

Abaixo, passagens Bíblicas e de outros livros sagrados sobre o fim da humanidade - Retirados do livro "A Doutrina Secreta de Anahuac" de Samael Aun Weor:

A Pedra Solar Asteca: O Calendário Asteca

Com 3,60 metros de diâmetro, a famosa Pedra do Sol, ou Calendário Asteca, monolito de basalto descoberto em 1790 no centro da capital mexicana, pode ser apreciado no Museu Nacional de Antropologia. Este calendário é confundido com o Calendário Maia, porém, são coisas distintas.

A Pedra do Sol, o famoso Calendário Asteca é, certamente, uma síntese perfeita de Ciência, Filosofia, Arte e Religião.

 

Tonatiuh, o Verbo de São João, o Logos ou Demiurgo Criador do Universo, com sua língua triangular de fogo, é o Menino de Ouro da Alquimia Sexual, o Sol Espiritual da Meia-Noite, a Águia que ascende, o Resplandecente Dragão de Sabedoria, e é representado pelo brilhante astro que nos dá vida, luz e calor. Decorado à maneira nahua, aparece glorioso no centro da grande pedra solar.

 

Dos dois lados do “Grande Rosto” estão suas mãos armadas de Garras de Águia, esmagando corações humanos.

 

Em questões de esoterismo transcendental, bem sabem os "M" o profundo significado do cumprimento com a garra.

 

Em torno da figura do Verbo Mexicano, pode-se ver cinzelada em grandes dimensões a data “4 Tremor” -  dia em que há de acabar nosso atual Quinto Sol, pelo fogo e terremotos.

 

Nos retângulos maravilhosos do Signo Tremor, estão esculpidas as datas em que desapareceram os Sóis anteriores.

 

Os “Filhos do Primeiro Sol” (os Andróginos Divinos da Primeira Raça) que outrora viveram felizes na “Ilha de Cristal”, pereceram devorados pelos Tigres. (Lembra-te do que dissemos neste tratado sobre o citado felino.)

 

Os “Filhos do Segundo Sol” (a Segunda Raça da Terra de Apoio), os Hiperbóreos, foram destruídos por violentos ciclones.

 

 

Os “Filhos do Terceiro Sol” (os Hermafroditas Lemurianos), as multidões da “Terceira Raça” que viveram no continente lemuriano, situado no oceano Pacifico, morreram pelo Sol, por chuva de fogo e grandes terremotos.

 

Os “Filhos do Quarto Sol”, a Quarta Raça (os Atlantes), cuja terra situava-se no oceano Atlântico, foram tragados pelas águas.


Aqueles que estudaram a fundo o Sermão Profético do Grande Kabir Jesus e a Segunda Epístola de Pedro aos Romanos, terão de inclinar-se reverentes diante do tom severo da Pedra Solar.

 

 

 

Jesus, o Grande Kabir, disse:


"E imediatamente depois da tribulação daqueles dias, o sol se obscurecerá e a lua não dará seu resplendor, e as estrelas cairão do céu e as potências do céu serão comovidas".


"Então aparecerá o sinal do Filho do Homem no céu; e então lamentarão todas as tribos da Terra, e verão o Filho do Homem vindo sobre as nuvens do céu, com poder e glória."


"E enviará seus anjos com grande vóz de trombeta, e juntarão aos seus escolhidos, dos quatro ventos, de um extremo do céu até o outro."

"Da figueira aprendei a parábola: Quando o seu ramo está tenro e brota folhas, sabeis que está próximo o verão."

"Assim também vós, quando verdes todas estas coisas, conhecei que ele está próximo, às portas."

"Em verdade vos digo, esta geração não passará até que tudo isso aconteça."

"O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não passarão."

"Mas como nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do Homem."

"Porque, assim como nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca."

"E não entenderam até que veio o dilúvio e levou a todos, assim será também a vinda do Filho do Homem."


"Então, dois estarão no campo; um será levado e o outro será deixado."


"Duas mulheres estarão moendo no moinho: uma será tomada e a outra deixada."

Isaías XIII, 6-13, diz:


"Pelo qual farei estremecer os céus; e a Terra se moverá de seu lugar por causa do furor do Senhor dos exércitos e por causa do dia de sua ardente ira. Porque as estrelas do céu e seus astros não brilharão com sua luz."


Isaías XXIV, 19-21: "A Terra cambaleará como um homem bêbado; será despedaçada; cairá e nunca mais se levantará."


São Paulo, Ep. 2, 11, 3-4: "Antes da segunda vinda de Jesus, virá a apostasia, o homem de pecado, o filho de perdição, o qual se levantará sobre tudo o que se chama Deus, ou se adora; se sentará como Deus, no templo de Deus, querendo parecer-se com Deus".


São Pedro, Ep. 2, 111, 4-10 "O dia do Senhor virá como ladrão na noite; na qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos ardendo se desfarão, e a Terra e todas as obras que há nela se queimarão".


Joel, III, 15-16: "O sol e a lua se obscurecerão e as estrelas perderão seu esplendor; e os céus e a terra se estremecerão".


São João, Apocalipse, VI, 12-17: "Houve um grande tremor de terra; e o sol se obscureceu e a lua tornou-se como sangue; e as estrelas do céu caíram sobre a Terra como quando cai da figueira  seus figos verdes, sacudida por um vento forte; e o céu retirou-se, os mortos e as ilhas moveram-se de seus lugares; e os reis da Terra, e os ricos, se esconderam nas cavernas e rochas dos montes e diziam: "Caí sobre nós e ocultai-nos da ira do Cordeiro; porque é chegado o grande dia de sua ira"

 

San Juan, Apocalipse, XXI, 1-5: "Vi um céu novo e uma nova terra; porque o primeiro céu e a primeira terra desapareceram, e o mar já não existia. E o que estava sentado no trono disse: Eis aqui que renovo todas as coisas".

 

Dito está no Apocalipse que neste fim de mundo aparecerá o anticristo (a ciência materialista). A Besta, a Grande Rameira, a Humanidade inteira cujo número fatal é 666, e o Diabo que os enganava (o intelectualismo ateísta), o falso profeta que faz milagres e prodígios enganosos, bombas atômicas, foguetes espaciais, aviões ultrassônicos etc., foram lançados dentro do lago de fogo e enxofre nas entranhas da terra.


O Livro dos Livros do Chilam Balam, joia sagrada do povo maia, diz textualmente o seguinte:


"O 13 Ahau Katun é o décimo terceiro que se conta: Cabal Ixbach, Chachalaca povoado; Kinchil Cobá, Chachalaca-de-rosto-solar, é o assento do décimo terceiro Katun".


"Se enegrecerá o ramo de flores dos senhores da Terra pela universal justiça de Deus Nosso Senhor".


"Se agitará o sol, se agitará a face da lua; baixará sangue pelas árvores e as pedras; arderão os céus e a terra pela palavra de Deus Pai, do Deus Filho e do Deus Espírito Santo. Santa Justiça, Santo Julgamento de Deus Nosso Senhor".


"Nula será a força do Céu e da Terra quando entrem ao cristianismo as cidades grandes e os povos ocultos, a grande cidade chamada Maax, Mono, e também a totalidade dos pequenos povos em toda a extensão do país plano de Maya Cusamil Mayapan, Andorinha-maya-seu-lugar Estandarte-cervo".


"Será o tempo em que se levantem os homens de dois dias (os homossexuais e lésbicas) no rigor da lascívia; filhos de covardes e perversos, cúmulo de nossa perdição e vingança".


"Dedicados serão nossos infantes à Flor de Maio e não haverá bem para nós".

"Será a origem da morte pelo mal sangue ao Sair a Lua, e ao entrar a Lua cheia acontecerá o sangue inteiro. Também os astros bons brilharão sua bondade sobre os vivos e sobre os mortos."

Melchizedek, o Gênio da Terra, o Rei do Mundo, fez no Tibet a seguinte profecia:


"Os homens (ou melhor, diríamos, os mamíferos racionais), cada vez mais esquecem-se de suas almas para se ocuparem somente de seus corpos. A maior corrupção vai reinar sobre a Terra."


"Os homens se assemelharão a bestas ferozes, sedentos do sangue de seus irmãos".


"A Meia Lua se apagará caindo seus adeptos na guerra perpetua. Cairão sobre eles as maiores desgraças e acabarão lutando entre si".


"As coroas dos reis, grandes e pequenos, cairão: Um, dois, três, quatro, cinco, seis, sete, oito, estalará uma terrível guerra entre todos os povos".


"Os oceanos rugirão, a terra e o fundo dos mares se cobrirão de ossos, desaparecerão reinos, morrerão povos inteiros, a fome, a enfermidade, crimes não previsto pelas leis, não vistos nem  ainda sonhados pelos homens."

"Virão então os inimigos de Deus e do Espírito Divino os quais estão nos próprios homens. Aqueles que levantem a mão para outros, perecerão também".

"Os esquecidos, os perseguidos, erguer-se-ão depois e atrairão a atenção do mundo inteiro".


"Haverá névoas espessas, tempestades horríveis. Montanhas até então sem vegetação se cobrirão de florestas."

"A Terra toda se estremecerá... Milhões de homens mudarão as cadeias da escravidão e as humilhações pela fome, peste e morte".


"As estradas encher-se-ão de multidões caminhando incertas de um lado para outro".

"As maiores, as mais belas cidades, desaparecerão pelo fogo... Um, dois, três... De cada dez mil homens sobreviverá um, o qual ficará desnudo, destituído de todo entendimento, sem forças para construir sua habitação ou buscar alimentos. E estes homens sobreviventes uivarão como lobos ferozes, devorarão cadáveres, e mordendo sua própria carne, desafiarão a Deus para combate".


"A Terra toda ficará ficará deserta e até Deus fugirá dela... Sobre a Terra vazia, a noite e a morte".


"Então eu enviarei um povo desconhecido até agora (o Exército de Salvação Mundial), o qual, com mão forte arrancará as más ervas do terreno do cultivo e do vício e conduzirá aos poucos que permanecem fieis ao espírito do homem na batalha contra o mal".


"Fundarão uma nova vida sobre a Terra purificada pela morte das nações".

Esta profecia é aceita pelos gnósticos, os quais a interpretam como o fim da Idade Negra, ou Kali Yuga; depois, segundo eles, haverá uma nova civilização e uma nova Cultura.


Santa Odelia, aquela princesa alemã nascida no ano 660, que com acerto profetizara a Alemanha de Hitler e a Segunda Guerra Mundial, mencionou para o final do Kali Yuga a "estranhos monstros surgindo dos mares e espalhando o terror".


"Ver-se-ão prodígios no oriente: uma grande nuvem negra espalhará a desolação".


Mother Shipson, a famosa vidente do século XV, nascida na Inglaterra, previu, em sua época, coisas que certamente produziram assombro. Vejamos algumas de suas predições:


Automóveis e ferrovias: "Carros sem cavalos correrão e acidentes encherão o mundo de dor".


Radio-telegrafia: "Os pensamentos irão ao redor do mundo a tempo de abrir e fechar os olhos".


Submarinos: "Debaixo da água os homens mover-se-ão, irão viajando, dormirão e conversarão".


Aviões: "Veremos os homens no ar, no branco, negro e verde".


O grande Kabir Jesus disse: "Vigiai, porque não sabeis quando virá o Senhor da Casa (nem em que data, nem em que ano) se ao anoitecer, ou à meia noite, ou ao canto do galo, ou à manhã".

 

"Para que quando venha de repente não os encontre dormindo" (ou seja, com a consciência adormecida).


"E o que digo a vós, o digo a todos: Vigiai" (Despertai consciência)


Os tempos do fim chegaram e o grande incêndio universal se encontra demasiado próximo...

Resulta oportuno citar alguns versículos extraordinários do Alcorão:


"Entre os sinais que devem preceder a chegada da última hora, se encontrará que a Lua partir-se-á em duas. Mas, apesar disso, os incrédulos não darão crédito aos seus olhos".


(É inquestionável que, de modo algum, se trata de uma divisão geológica de nosso satélite vizinho. Interprete-se tal profecia de Maomé no sentido político e militar. Desde o ano 1980 observem-se os movimentos do Islam; só assim poderemos compreender o que há de acontecer aos adeptos da Meia Lua).

"Quando se toque a trombeta pela primeira vez, quando a terra e as montanhas sejam levadas pelos ares e esmagadas em um só golpe, quando o céu se rasgue e caia em pedaços, esse dia será o dia inevitável".


(Já explicamos, anteriormente, os efeitos que a visita do Planeta Hercólubus há de produzir em nosso planeta Terra; indubitavelmente, este sofrerá violentamente as mudanças profetizadas por Maomé no Alcorão).


"Que golpe! Será no Dia do Juízo Final. Os que tenham obras que pesem na balança, terão uma vida agradável. Os que tiverem poucas, terão por morada a fossa ardente". (Os mundos infernos)

"Quando a terra treme com esse tremor que lhe está reservado... Quando haja vomitado os mortos que repousam em suas entranhas... o homem se preparará para ser julgado".


"O sol será desgarrado, as estrelas cairão, as montanhas serão postas em movimento e terminarão despedaçando-se contra o solo. O céu explodirá em mil pedaços e os mares e rios confundirão suas águas. As tumbas se abrirão e ressuscitarão os mortos. Os que hajam praticado o bem terão a felicidade sem limites; mas os perversos serão também castigados sem moderação". (Veja o Alcorão)

No mundo causal eu contemplava com assombro místico à Grande Catástrofe que se avizinha, e como queira que essa é a região da música inefável, a visão foi ilustrada com a corrente do som.


Certa deliciosa sinfonia trágica ressoava entre os fundos profundos do céu de Vênus. Aquela partitura assombrava, em geral, por sua grandeza e majestade, pela inspiração e beleza de seu traço, pela pureza de suas linhas e pelo colorido e matiz de sua sábia e artística ilustração doce e severa, grandiosa e terrífica, dramática e lúgubre ao mesmo tempo...

Há, na partitura dessa grande Opera Cósmica, fragmentos sinfônicos relacionados com a terceira Guerra Mundial; sonoridades deliciosas e funestas, sucessos horripilantes, bombas atômicas, radioatividade espantosa em toda a Terra, fome, destruição total das grandes metrópoles, enfermidades desconhecidas, revoluções de sangue e aguardente, ditaduras insuportáveis, ateísmo, materialismo, crueldade sem limites, campos de concentração, ódios mortais, multiplicação de fronteiras, perseguições religiosas, mártires místicos, bolcheviquismo execrável, anarquismo abominável, intelectualismo desprovido de toda espiritualidade, perda completa da vergonha orgânica, drogas, álcool, prostituição total da mulher, exploração infame, novos sistemas de torturas etc., etc., etc.

Inter mesclados com uma arte sem precedentes, se escutaram assustadores temas relacionados com a destruição das poderosas metrópoles do mundo: Paris, Roma, Londres, Nova York, Moscou etc., etc., etc.

Nostradamus, em célebre carta dirigida a Enrique II diz: "Quando o sol fique completamente eclipsado passará em nosso céu um novo e colossal corpo celeste que será visto em pleno dia, mas os astrólogos (referindo-se aos famosos astrônomos de hoje e do futuro) interpretarão os efeitos deste corpo de outro modo (muito à moderna). Por esta má interpretação, ninguém terá provisões para as fases de penúrias (alusão à Grande Catástrofe).

A Grande Mestra H.P.B. predisse, há muitos anos já, que haveria uma rebelião mundial para fins do presente século.

 

João, o evangelista diz: "Quando os pássaros de aço desovem os ovos de fogo; quando os homens dominem os ares e cruzem os fundos dos mares; quando os mortos ressuscitem; quando descenda fogo dos céus e os homens dos campos não possam alcançar as cidades e os das cidades não possam fugir para os campos; quando estranhos objetos forem vistos no céu e coisas extravagantes forem vistas desde a Terra..."

"Quando criaturas jovens e velhos tiverem visões, premonições e fizerem profecias; quando os homens se dividirem em nome do Cristo, quando a fome, a sede, a miséria, a doença e os cemitérios substituam as populações das cidades..."

 

"Quando irmãos de sangue se matem entre si e as criaturas adorem à besta, então os tempos do fim terão chegado".

O apóstolo São Paulo em sua Epístola aos Tessalonicenses I V, 20-21, adverte: "Não menosprezeis as profecias, examinai de tudo, retendes o bom."


A História cíclica da humanidade se abre no capítulo VI do Gênesis com o relato do Dilúvio Universal (a submersão do continente Atlante), e conclui no XX do Apocalipse, nas chamas ardentes do Juízo Final.

 

Moisés, salvo das águas embravecidas da vida, escreveu o primeiro; São João, figura extraordinária da exaltação solar, fecha o Livro Sagrado com os selos do fogo e do enxofre...

A partir disso, e pese a sua aparente universalidade e à terrorífica e prolongada ação dos elementos desencadeados, estamos convencidos de que o grande cataclismo que se avizinha não atuará igualmente em todas as partes nem em toda a extensão dos continentes e mares. Algumas terras privilegiadas abrigarão os homens, mulheres e crianças do Exército de Salvação Mundial.

Ali, durante algum tempo, aquelas almas seletas serão testemunhas do duelo espantoso da água e do fogo. O duplo Arco-íris anunciará o encanto de uma nova Idade de Ouro depois da Grande Catástrofe.

 

 

Samael Aun Weor

 

 

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now